terça-feira, 7 de março de 2017

Lista de oração de Jerusalém – 4 de março de 2017


              Esta semana estamos lendo Êxodo 25:1-27:19. O nome da Parashá é T’rumá – que significa contribuição ou doação. A importância desta porção da Torá não está nos grandes detalhes da construção do Tabernáculo e todos os móveis e utensílios que seriam usados no Tabernáculo. O que me impressiona é o zelo que o povo de Israel tem na construção desse Tabernáculo. Os filhos de Israel no deserto ganham uma má reputação. Eles normalmente são acusados de murmurar e reclamar constantemente e até de ingratidão para com Deus e com Moisés. Não há dúvida de que houve murmuração e reclamação, mas também não há dúvida de que quando os filhos de Israel faziam algo, bom ou ruim, eles faziam com entusiasmo. Eles deram generosamente para Arão, o Sumo Sacerdote, construir o Bezerro de Ouro e agora eles dão novamente, com o mesmo zelo, para a construção do Tabernáculo. A doação não foi prescrita e não havia uma porcentagem estabelecida de quanto cada um deveria dar para a construção do Tabernáculo – eles deram conforme propuseram em seus corações. Exatamente as mesmas palavras que Paulo usou em 2 Coríntios 9:7: “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” A frase que Paulo usa neste texto é exatamente a frase usada em Êxodo 25:2 – Paulo não está conectando o ofertar na igreja com o dízimo que era destinado aos levitas e sacerdotes que serviam no Tabernáculo. Isso seria uma justificativa para a TEOLOGIA DA SUBSTITUICAO – QUE É A MAIOR MENTIRA E VAI DIRETAMENTE CONTRA AS ESCRITURAS, TANTO O VELHO TESTAMENTO QUANTO O NOVO TESTAMENTO. O apóstolo Paulo está urgindo os discípulos de Yeshua em Corinto a ofertar baseado em algo totalmente diferente. Os discípulos são encorajados a dar com três pré-condições: 1. Conforme propuseram em seu coração, isto é, conforme haviam decidido anteriormente, com sinceridade de coração. 2. Generosamente, porque é como uma semente que é semeada em terra, a colheita depende da quantidade de sementes plantadas. 3. Com alegria e contentamento.
              Outro ponto que é carnal para nossa fé e nosso entendimento do relacionamento de Deus com Israel e a Igreja – é a necessidade de oferta. Precisamos lembrar as palavras de Paulo aos juízes e filósofos no Areópago, em Atenas, na Grécia: “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas.” (Atos 17:24,25). O rei Salomão entendeu que mesmo o Templo que ele construíra em Jerusalém não era realmente o lugar da habitação de Deus: “Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, não te poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado.” (1 Reis 8:27).
              No texto de Êxodo 25:8 – “E me farão um santuário, e habitarei no meio deles.”, a tradução do hebraico é “no meio deles”. No entanto, quando vemos as palavras do rei Salomão e os textos seguintes, nós podemos entender que o propósito real do Senhor foi habitar dentro das pessoas. “E habitarei no meio (dentro – em hebraico) dos filhos de Israel, e não desampararei o meu povo de Israel.” (1 Reis 6:13). “Exulta, e alegra-te ó filha de Sião, porque eis que venho, e habitarei no meio (dentro – em hebraico) de ti, diz o Senhor.” (Zacarias 2:10). Claro, o texto de Joel que Pedro menciona no dia de Pentecostes é a promessa profética que Deus encherá toda carne com Seu Espírito e fará todos iguais a um profeta, que era cheio do Espírito de Deus e falava e agia como uma extensão do Espírito de Deus na terra. O cumprimento final disso está na promessa de Deus a Jeremias, no contexto da Nova Aliança. “Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.” (Jeremias 31:33).
              Marcia e eu estamos em Buenos Aires, Argentina. Estamos aqui há uma semana e todos os dias têm sido cheios, desde manhã até a noite, com compromissos. Nos encontramos com quase todos os líderes de ministérios judaicos e alguns têm muito interesse em Israel. Estamos acompanhados de nossos queridos irmãos da China, que participaram do 11º Congresso do Ministério Ensinando de Sião, em Belo Horizonte. Esta é a primeira vez que temos uma delegação da China. Doze irmãos e irmãs vieram para participar no Congresso e estão extremamente impressionados e gostaram muito do Congresso e agora estão conosco em Buenos Aires. É uma grande bênção ver o Ocidente e o Oriente unidos pela Restauração da Igreja e de Israel.
              Por favor, continuem orando pelos chineses crentes. Eles são cheios de zelo e desejo de servir a Deus e eles oram por Israel com tamanha dedicação e alegria que está nos provocando ao ciúme e também aos nossos irmãos e irmãs no Brasil e agora na Argentina, com sua humildade e dedicação de orar pela salvação de Israel e pela Restauração.
              Por favor, continuem orando pela Marcia. Ela tem sido uma companheira maravilhosa em todas as coisas e viagens nem sempre são fáceis para ela, mas ela tem se mantido firme, apesar de sofrer com o calor e o ar condicionado. Ela precisa de oração por cura, por todos os problemas com artrite reumatóide e diabetes e alguns leves problemas cognitivos.
              Por favor, orem pelo Barry, nosso filho – ele está bem melhor e nossas orações se transformaram de ansiedade por sua cura para ações de graça pela bondade e misericórdia de Deus pela cura.
              Continuem orando pela Danah e pela Noam. As duas precisam de cura e sabedoria e muitas outras necessidades materiais e outras questões.
              Não se esqueça de orar pelos Estados Unidos.
              Orem para que Israel abra as portas para a Aliá dos descendentes de judeus vítimas da Inquisição Espanhola e Portuguesa. Israel precisa abrir as portas para esses judeus que foram forçados a se converter ao catolicismo entre 1472-1824. Eles foram forçados a se converter e forçados a esconder sua identidade judaica e a parar de observar as leis e costumes judaicos, mas eles ainda preservaram uma memória histórica de que são judeus e mantiveram o máximo de suas tradições judaicas, às vezes suportando a dor da tortura e a morte. A única coisa que queremos é que o Estado de Israel pense no que vai ser bom para o país e para o futuro da nação – e é claro, não podemos esquecer que esses são judeus que foram forçados a se converter ao catolicismo e mantiveram sua identidade judaica em segredo.
              Orem pelo governo de Israel e para que nosso Primeiro Ministro, Sr. Benjamin Netanyahu, tenha sabedoria divina. Será preciso sabedoria divina e um amplo entendimento profético para que o Sr. Netanyahu e seu governo passe nas pontas dos pés pelas roseiras sem serem espetados pelos espinhos.
               Por favor, continuem orando pela rádio Kol Ha Yeshua – queremos migrar para FM e precisamos da ajuda de Deus e também da sua. Queremos aumentar nosso trabalho com a mídia social e para isso também precisamos da sua oração e suporte. O mundo dos jovens está mudando da mídia tradicional, como rádio e televisão, para a mídia baseada na internet. Orem pelo Netivyah e pela revista Teaching from Zion.
              Se o Senhor permitir, Marcia e eu estaremos viajando para casa nesta semana e assim que chegarmos temos muito trabalho acumulado nos esperando. Um dia depois da nossa chegada, temos um casamento na nossa congregação e nosso diretor executivo do escritório tirará férias por dez dias e existe uma enorme lista com todas as coisas que precisam ser feitas na preparação para as festas de Purim e Pessach... por favor, orem por todos nós no Netivyah.
               Que o Senhor abençoe todos vocês que oram por Israel e pela paz de Jerusalém. Que o Senhor Deus de Israel, Pai de nosso Messias Yeshua abençoe vocês com todas as promessas que Ele fez a Abraão para aqueles que abençoassem a semente de Abraão – Israel.
              Que o Senhor mantenha Suas bênçãos fluindo para vocês e através de vocês para o corpo do Messias ao redor do mundo.

              Joseph Shulam